Maria da Guia

Maria da Guia

Maria (ou)viu o mar. Com sua doçura, quer ensinar o mundo a matéria de amar.

Escute o depoimento

1:00

Maria sempre sonhou em conhecer o mar. Quando enfim pisou na praia ao lado de Rafael, seu marido, a água salgada em nada mudou seu jeito doce de viver a vida, e os 200 km de distância entre São Vicente (RN) e o litoral viraram centímetros na imensidão daquele momento.

Filha de Maria e batalhadora como o pai, passou pelas dificuldades da vida com muita perseverança, e desde muito jovem ajudou sua família na luta diária para pôr comida na mesa. Antes de se tornar Consultora Influenciadora, ela também vendeu sanduíches, cuidou de idosos e deu aulas particulares.

Essa vocação para ensinar a motiva a estudar pedagogia, formar-se professora e contribuir ainda mais para a construção de um mundo com mais igualdade, onde todos cuidem uns dos outros. Guiada por positividade e fé, Maria  insiste em acreditar que tempos melhores virão.

“É preciso ter sonhos sempre”, já cantava Milton Nascimento, em sua canção Maria, Maria. Assim também segue Maria da Guia, alimentando muitos sonhos. O maior deles é tornar-se mãe, para criar seus filhos com o mesmo carinho que sua mãe também lhe dedicou.

Quantas histórias fazem parte de nós?
Quantas histórias se entrelaçam para formar nossa rede viva e potente de afeto?
São muitas.
São milhões de histórias que se conectam todos os dias.
Páginas Laranjas reúne alguns desses relatos.
Aqui, Consultoras e Consultores de Beleza Natura nos contam da grande aventura que é viver.
Em cada história, há pontos em comum entre todas as histórias. E pontos incomuns também.
Porque cada uma conta à sua maneira de um mundo diferente, com sonhos, conquistas, desafios e alegrias únicas.

Cada pessoa é um mundo. E todo mundo importa.
Cada mundo tem a sua própria voz. E todas as vozes importam.
Porque todas elas contam também de nós.

Nas histórias das Páginas Laranjas está a história da Natura.