elizabeth rocha

elizabeth  rocha

Solidariedade e esforço diário. Vencer barreiras no Alto Solimões.

Escute o depoimento

0:32

O mistério e a imensidão da floresta tropical inspiram Elizabeth, de 59 anos. Mora em Tabatinga (AM), a “capital” do Alto Solimões, desde 2008, depois que perdeu o marido. Aprendeu a ser solidária na comunidade Tupi, onde viveu até os 16 anos. Era um ajudando o outro. 

A infância foi divertida e feliz, mas difícil. Estudou até a quarta série. Depois, ensinou outras crianças. Mora com dois filhos e longe dos outros seis. Há três anos, largou os enxovais para vender Natura. Reuniu capital e investiu em pronta-entrega.  

Muita dedicação e esforço diário. Com paciência foi cativando clientes, sempre atraídos por produtos diferentes, brindes, sorteios, promoções. Hoje, Elizabeth celebra o sucesso e emprega pessoas, num lugar de poucas oportunidades.  

O filho Maurivan, seu sócioatende e cuida da rede social. No espaço personalizado em casa, dá dicas conforme o perfil de cada cliente. Está sempre disposta. Se curou da Covid e segue bem de saúde. Seu sonho é viajar para outros lugares, pois só conhece Manaus (AM).  

Quantas histórias fazem parte de nós?
Quantas histórias se entrelaçam para formar nossa rede viva e potente de afeto?
São muitas.
São milhões de histórias que se conectam todos os dias.
Páginas Laranjas reúne alguns desses relatos.
Aqui, Consultoras e Consultores de Beleza Natura nos contam da grande aventura que é viver.
Em cada história, há pontos em comum entre todas as histórias. E pontos incomuns também.
Porque cada uma conta à sua maneira de um mundo diferente, com sonhos, conquistas, desafios e alegrias únicas.

Cada pessoa é um mundo. E todo mundo importa.
Cada mundo tem a sua própria voz. E todas as vozes importam.
Porque todas elas contam também de nós.

Nas histórias das Páginas Laranjas está a história da Natura.