dy salles

dy salles

Com o apoio da família. Trabalhar por aquilo em que acredita.

Escute o depoimento

1:00

Muita maquiagem, batom, máscara de cílios, o gosto por roupas, o cuidado diário com a pele. Essa é Dy, uma pessoa que sabe bem o que quer e que não deve satisfação para ninguém.  

Essa postura ela tem desde cedo, ainda na adolescência. Aos 14 anos, apaixonou-se por Felício. A família não aprovava a relação. Pois ela então saiu de casa. Foi morar em uma propriedade da mãe, pagando aluguel. E com 17 anos, noivou, casou-se. Tudo certinho, como manda o figurino. 

Tiveram dois filhos, Caio e Karen, formaram uma família, sonho de infância. E ela abriu seu salão de cabeleireiro, outra realização marcante. Pouco depois, no entanto, problemas na coluna tornaram o trabalho impraticável. Até andar era difícil. Mas a família a ajudou. E a dedicação dos filhos com ela é algo que a comove até hoje.  

Por isso, estar em casa, com eles e o marido, é um prazer difícil de descrever. Mesmo com as dificuldades, ela segue acreditando na vida. Afinal, Dy não vive pelo que vê, vive pelo que crê. É um bom lema, do qual ela não esquece enquanto planeja a realização de seu novo sonho: terminar de pagar um terreno e começar a construir nele sua casa. 

Quantas histórias fazem parte de nós?
Quantas histórias se entrelaçam para formar nossa rede viva e potente de afeto?
São muitas.
São milhões de histórias que se conectam todos os dias.
Páginas Laranjas reúne alguns desses relatos.
Aqui, Consultoras e Consultores de Beleza Natura nos contam da grande aventura que é viver.
Em cada história, há pontos em comum entre todas as histórias. E pontos incomuns também.
Porque cada uma conta à sua maneira de um mundo diferente, com sonhos, conquistas, desafios e alegrias únicas.

Cada pessoa é um mundo. E todo mundo importa.
Cada mundo tem a sua própria voz. E todas as vozes importam.
Porque todas elas contam também de nós.

Nas histórias das Páginas Laranjas está a história da Natura.