cíntia baraviera

cíntia  baraviera

Estudar, passar horas na biblioteca, dar aulas. Vida repleta de momentos felizes.

Escute o depoimento

1:13

Viagens de caminhão com o pai, conversas com a mãe, brincadeiras na rua. A infância de Cíntia está repleta de momentos felizes. Alegres, mesmo. Sem traumas. Nasceu e cresceu na mesma casa em Nobres (MT). E é bom demais ainda hoje poder voltar para lá e estar com os pais. 

A mãe de Cíntia, D. Jovita, era professora. Nunca chegou a ter aulas com ela. Mas sabia que se aprontasse, alguém ia correndo contar. Se bem que esse não era um problema. Ela gostava de estudar, de passar horas na biblioteca lendo. Era um jeito de realizar sonhos. 

O primeiro deles: fazer faculdade e virar professora. Com 17 anos mudou-se para Cuiabá (MT) para cursar Agronomia. Gostou tanto que já partiu para o Mestrado, em Rondonópolis (MT). Foi nesse momento que a Natura entrou em sua vida. E de lá voltou para Nobres, para dar aula em um curso técnico. 

Conquistou o segundo sonho, formar uma família. E deu tudo certo.  Está casada e esperando o primeiro filho. Não vê a hora desse futuro chegar. Agradece muito à Natura, que hoje é sua principal fonte de renda, por ter contribuído para a realização de tantos desejos. E dos que ainda virão.

Quantas histórias fazem parte de nós?
Quantas histórias se entrelaçam para formar nossa rede viva e potente de afeto?
São muitas.
São milhões de histórias que se conectam todos os dias.
Páginas Laranjas reúne alguns desses relatos.
Aqui, Consultoras e Consultores de Beleza Natura nos contam da grande aventura que é viver.
Em cada história, há pontos em comum entre todas as histórias. E pontos incomuns também.
Porque cada uma conta à sua maneira de um mundo diferente, com sonhos, conquistas, desafios e alegrias únicas.

Cada pessoa é um mundo. E todo mundo importa.
Cada mundo tem a sua própria voz. E todas as vozes importam.
Porque todas elas contam também de nós.

Nas histórias das Páginas Laranjas está a história da Natura.