ana dutra

ana dutra

A descoberta do próprio valor. E a vocação de cuidar do outro.

Escute o depoimento

1:08

Tímida, Ana Dutra, de 52 anos, não imaginava que poderia ser Consultora de Beleza Natura. Mas, num lance de sororidade, descobriu que sabia vender e ainda orientar outras vendedoras. 

Foi há 11 anos, em Jundiaí (SP), quando a filha Gabriela, hoje com 21, era criança, Ana a levava ao teatro e ficava na pracinha esperando o marido, que não aparecia. Em frente, em um escritório da Natura, a gerente Maria Helena observava. E um dia a convidou para “beber uma aguinha”. 

No primeiro treinamento, Ana ouviu que era linda e estava perdendo tempo com quem não cuidava dela nem da filha. A gerente usava perfume de Sève, que despertava memórias da infância, e aconselhou Ana a levantar a cabeça. 

Foi uma virada. Hoje ela mora num bom apartamento com a filha, que é professora de inglês, e sonha em enviá-la ao Canadá para estudar. Quer ir morar com o pai no sítio e vive em busca de autoconhecimento. 

Ana tem vocação de cuidar desde o tempo em que fazia bolinho de chuva e café para a mãe, quando ela chegava cansada. Foi professora por 25 anos. E teve câncer três vezes. 

No apartamento de Ana não bate sol o ano todo, mas, às vezes, a gata Mel pega um solzinho na janela. Para ela, é isso que não pode faltar: agradecer o simples e o natural.

Quantas histórias fazem parte de nós?
Quantas histórias se entrelaçam para formar nossa rede viva e potente de afeto?
São muitas.
São milhões de histórias que se conectam todos os dias.
Páginas Laranjas reúne alguns desses relatos.
Aqui, Consultoras e Consultores de Beleza Natura nos contam da grande aventura que é viver.
Em cada história, há pontos em comum entre todas as histórias. E pontos incomuns também.
Porque cada uma conta à sua maneira de um mundo diferente, com sonhos, conquistas, desafios e alegrias únicas.

Cada pessoa é um mundo. E todo mundo importa.
Cada mundo tem a sua própria voz. E todas as vozes importam.
Porque todas elas contam também de nós.

Nas histórias das Páginas Laranjas está a história da Natura.